28 de mar de 2008

ESSE POVO NÃO TEM O DIREITO DE SEDIAR UMA OLIMPÍADA. O MUNDO TODO PRECISA VER ISTO:

4 comentários:

Kalar disse...

SECURITY CENTER: See Please Here

José disse...

Que vídeo hein?! :$

Criei um novo blog sobre libertação Animal. Estou começando a colocar materiais hoje, porém peço, se possivel me adicionarem nos links ou algo assim.

De qqer forma, ja linkei voces. Parabéns pelo trabalho.
Abraço

Anti-China disse...

Voces sabiam que o Massacre de Nanquim ("O Estupro de Nanquim: O Holocausto de Nanquim"), foi tudo inventado?

20 dias antes da queda de Nanquim, a população da cidade estava em 200.000, de acordo com europeus e americanos que estavam lá naquele tempo. Oito dias depois da queda ainda restavam 200.000. Ninguém indicou uma vasta diminuição da população devido a suposta matança ocorrido. Confrontado estes fatos, como pode qualquer um reivindicar que 300.000 chineses foram assassinados em Nanking?

As fundações em que o mito do massacre é baseado foi editado por Harold Timperley, Mas Timperley era, de fato, um conselheiro do Ministério da informação do governo nacionalista da China.

São percebidos também como prova do “Massacre de Nanquim”os artigos da notícia de Chicago Daily News e New York Times. Constam os relatórios de “assassinatos freqüentes” supostamente praticados pelos japoneses durante os três dias de ocupação que seguem a queda de Nanking. Entretanto, Reverendo Bates eram a fonte dos relatórios.

O Reverendo Bates, era um famoso missionário Cristão que ensinava na universidade de Nanking, eram também um conselheiro do Ministério da informação da China.

Apos a guerra, Mao Zedong, criticou a estratégia militar japonês em seu famosa leitura, indica que as tropas japonesas cometeram um erro estratégico em não eliminar os soldados de Nanquim. Não era Mao, demasiado, incoerente em argumento ao massacre?

Foram feitos os primeiros estudos detalhados das 143 fotografias oferecidas como evidência “do Massacre de Nanquim.” Após verificar aproximadamente 30.000 fotografias (antes e depois da captação japonesa de Nanquim), foi descoberto que cada uma das fotografias do massacre publicadas em 1937-8 são Falsificações. Todas as fotografias são montagens, encenados, ou substituídos por falsas. Nenhuma delas é prova de um massacre em Nanquim.

Agora os chineses querem fazer papel de coitadinhos dinte do mundo.

Os chineses querem incriminar os japoneses e fazer os ianques esquivar das responsabilidades da bomba atômica lançado sobre Hiroshima e Nagasaki.

Visitem e estudem o site: http://www.ne.jp/asahi/unko/tamezou/nankin/fiction/index.html, o site desmascara as mentiras do Massacre de Nanquim.

Por Um Brasil de Cidadania. disse...

Sabe aquela conversa sobre cidadania, fazer um Brasil melhor, que a gente acha muito bonita, mas, quase sempre, por falta de tempo, acabamos deixando de lado? Vamos mudar essa história.

O site Um Brasil de Cidadania, desenvolvido para a Ação Global do SESI, vem justamente criar um jeito prático para que cada um faça sua parte.

Uma foto, um vídeo, uma simples frase, coisas do dia-a-dia, cada coisa tem seu valor na construção de um Brasil com mais cidadania. Nossa missão é estimular as pessoas a mostrarem como têm colaborado. E isso pode ser mais fácil do que parece. Existem duas formas de contribuir. A primeira é adicionar tags específicas às fotos do Flickr , posts no Twitter e vídeos do YouTube ligados ao tema (conforme exemplo em anexo) e eles serão mostrados no site da ação. E a segunda é contribuir no próprio site, deixando seu depoimento. Para entender melhor como funciona, visite: http://www.umbrasildecidadania.com.br/?name=Blogs&V660

As tags para vídeos, posts e fotos são: cidadania, caridade, voluntariado, voluntário, beneficente, doação, donativos, SESI, ONG, “Ação Global”, "ação social", "ajuda ao próximo", "responsabilidade social", "serviço comunitário", “brasil de cidadania”.

Obrigada por contribuir por um Brasil com mais cidadania.