8 de fev de 2008

DIA 13 CHINA É ALVO DE PROTESTO MUNDIAL


DIA 13
CHINA É ALVO DE PROTESTOS

International Anti-Fur Coalition realiza
protesto mundial contra a indústria chinesa de peles

No próximo dia 13, ativistas de diversos países pretendem chamar atenção do mundo para as barbáries cometidas pela indústria de pele chinesa. “Enquanto aquele país não tomar sérias medidas para acabar com essa prática cruel e desnecessária, manifestações vão continuar convocando pessoas de todas as nações para que se compadeçam e se juntem àqueles que já fazem boicote aos produtos chineses”, diz Fábio Paiva, presidente da ONG “Pelo fim do Holocausto Animal” e coordenador da International Anti-Fur Coalition no Brasil.

Paiva diz que o boicote se estende às Olimpíadas 2008, que ocorrem entre 8 e 24 de agosto. A China é a maior produtora e exportadora de peles (51% da produção mundial), impondo as mais extremistas formas de crueldade aos animais. Segundo o manifestante, “investigações comprovam os métodos cruéis de criação, transporte, confinamento e abate dos animais. Não somente dos tradicionais fornecedores de pele, como raposa, coelho e guaxinim, mas também de cães e gatos – que têm suas peles arrancadas e comercializadas de maneira fraudulenta, se passando por outros animais”.

Anualmente, mais de dois milhões de cães e gatos são mortos na China para retirada de suas peles. Ao todo, cerca de 40 milhões de animais são mortos para que suas peles sejam utilizadas em itens de moda e decoração.

Em São Paulo, o protesto acontecerá em frente ao Consulado da China, na região dos Jardins, a partir das 10h.

SERVIÇO:
PROTESTO MUNDIAL CONTRA A INDÚSTRIA DE PELES DA CHINA
Local: Consulado da China
Endereço: Rua Estados Unidos, 1071
Data: 13 de fevereiro, às 10h
Contato: www.holocaustoanimal.org


Um comentário:

Anti-China disse...

O governo chines é corrupto até o último fio de cabelo, portanto não merecem credibilidade. Os chineses falsificam tudo, até a historia!

Voces sabiam que o Massacre de Nanquim ("O Estupro de Nanquim: O Holocausto de Nanquim"), Mulheres de conforto, foi tudo inventado?

20 dias antes da queda de Nanquim, a população da cidade estava em 200.000, de acordo com europeus e americanos que estavam lá naquele tempo. Oito dias depois da queda ainda restavam 200.000. Ninguém indicou uma vasta diminuição da população devido a suposta matança ocorrido. Confrontado estes fatos, como pode qualquer um reivindicar que 300.000 chineses foram assassinados em Nanking?


Foram feitos os primeiros estudos detalhados das 143 fotografias oferecidas como evidência “do Massacre de Nanquim.” Após verificar aproximadamente 30.000 fotografias (antes e depois da captação japonesa de Nanquim), foi descoberto que cada uma das fotografias do massacre publicadas em 1937-8 são Falsificações. Todas as fotografias são montagens, encenados, ou substituídos por falsas. Nenhuma delas é prova de um massacre em Nanquim.

Agora os chineses querem fazer papel de coitadinhos diante do mundo.


Pra quem estiver interessado, visite o site: http://www.ne.jp/asahi/unko/tamezou/nankin/fiction/index.html, o site desmascara as mentiras do Massacre de Nanquim.