28 de mai de 2007

Lar Transitório para os Esquecidos de Embu-Guaçu















Foto: Vereador Aurélio Miguel alimentando Bandido

"... que os relinchos e os esgares destes mal afortunados se percam no lodaçal onde rastejam, como silvos de répteis que saúdam o vôo sereno da águia que passa nas alturas, sem ouvi-los”.(José Engeñeros, autor de "O Homem Medíocre")
Esquecidos sim. Renegados por uma sociedade que só prioriza o que "dá lucro", o que "é rentável". Eles são vítimas indefesas da selvageria inelutável, da ganância inexorável, da estupidez sem limites, da crueldade e do egoísmo da humanidade. Não nos oferecem ganhos monetários e, por isso, estão lá num abrigo em Embu-Guaçu, ora num calor insuportável, ora num frio tão cruel como a solidão mórbida a que foram condenados sem processo judicante, sem defesa, sem crime. Ainda vivem naquele local onde mais de 1500 cães e gatos morreram, abandonados à própria ventura. Hoje recebem regularmente alimentação, tratamento veterinário ainda não suficiente, e o caseiro procura, no interregno das suas atribuições, brincar com eles: mas são muitos. São sobreviventes que nem possuem consciência que nada significam para a maioria esmagadora dos humanos. Não nos dão dinheiro, ao contrário. Mas oferecem carinho, brincadeiras e um enorme desejo de conviver conosco. Até as contribuições de ração caíram bastante, e a alimentação destes animais abandonados está a cada dia mais onerosa.
As imagens desta página são referentes à inspeção que o Vereador Aurélio Miguel fez ao Lar Transitório que estamos construindo nos arredores de Cotia. A terraplenagem foi executada e as paredes estão prontas: são vinte alojamentos medindo 15 metros quadrados cada, e mais dois alojamentos com 10 metros quadrados cada um. O local receberá cerca de 190 cães, sendo 130 oriundos do “Paraíso dos Animais de Embu-Guaçu”, e o restante das vagas será destinado a alguns animais da Chácara dos Meus Amores, que está lotada. O local ainda carece de piso, de iluminação, das portas, do sistema de coleta de dejetos, da água, das acomodações e recipientes de alimentação, da cerca para a área de passeio. Falta muito. E há a escassez do que eles nunca terão: o carinho, o descansar num sofá "assistindo" televisão com um dono, o passeio de coleira pelos arredores de um lar de verdade. Não terão estas coisas, pois somos impotentes para lhes dar o que eles mais querem. Estamos contentes pelo andamento da obra? Não. Batizamos o local como Lar Transitório porque o nossa disposição é propiciar a adoção dos animais. Mas realmente não acreditamos nisto, ou seja, na doação na plenitude. Muitos destes animais ficarão desprezados e sem dono até fim das suas vidas. Não há motivos para comemoração.
A citação em epígrafe, recebemo-la de uma protetora que, certa vez, em solidariedade, nos escreveu. É uma citação oportuna para este momento, pois continuamos firmes na nossa jornada, ignorando a especulação dos que desde o início não acreditaram na nossa disposição e, com mexericos, procuraram macular o nosso trabalho a favor da proteção animal, colocando em dúvida até a nossa idoneidade. Vamos prosseguir com maior vigor ainda, em que pese todas as desilusões encontradas, e agradecemos a todos aqueles que de maneira incondicional têm apoiado o nosso trabalho.
José Jantália

18 de mai de 2007

HELP RESCUE CAGED MOON BEARS
















Please sign this petition to be sent to the Chinese, Vietnamese and Korean Governments

Atualmente, 7000 ursos vivem em fazendas de extração de bílis na China, Vietnã e Coréia. Os ursos são cirurgicamente mutilados e "ordenhados" para extração de bílis, diariamente. Esses animais são submetidos a requintes de crueldade inimagináveis.
ASSINE A PETIÇÃO ON LINE
http://www.aasiankarhutarhat.com/adressi/adressi.php

15 de mai de 2007

SOS PLANETA TERRA






















FAÇA SUA PARTE PARA TENTAR SALVAR O PLANETA.

1. Recicle embalagens de vidros, plásticos, latas e papéis sempre.
Lave todos os recipientes.(papel só pode ser reciclado se não estiver contaminado por partículas orgânicas como restos de alimentos,fezes, urina, sangue, etc.).
2. Só compre aquilo que é realmente necessário, assim você não estimula a produção de coisas inúteis que vão virar lixo.
3. Não desperdice alimentos. Uma família de classe média joga fora, em média, 500g de alimentos por dia. Em 20 anos, essa perda equivale a 3.600 quilos enquanto milhares de pessoas morrem de fome.
4. Não adquira ou evite comprar objetos feitos com isopor, materiais não recicláveis. Evite os descartáveis. Quando for às compras, leve sua sacola.
5. Limpe o chão com uma vassoura ao invés de empurrar o lixo com a água. (avise os vizinhos). O planeta só tem 2,7% de água doce.
6. Nas viagens, não tire coisas da natureza (conchas, pedras) e nem deixe seus sinais (lixo, comida, restos). Apenas fotografe, não polua e nem destrua.
7. Não compre produtos produzidos às custas de trabalho infantil, ou de empresas não comprometidas com o meio ambiente.
8. Não utilize produtos testados em animais.
9. Não compre roupas ou acessórios feitos com peles de animais.
10. Não jogue óleo de cozinha usado na pia ou vaso. Coloque-o numa garrafa pet vazia (de refrigerante ou outra) e coloque no lixo reciclável.
11. Recolha o papel higiênico usado, separado e bem fechado.
12. Troque a válvula de descarga do vaso sanitário, por um vaso com caixa d´agua acoplada.
13. Lave e enxague a louça sem deixar a água escorrendo.
14. Escove os dentes usando um copo d’agua, ao invés de deixar a torneira aberta.
15. Reduza o tempo do banho, feche a água enquanto se ensaboa, não demore mais que 10 minutos no chuveiro.
16. Combine carona com os colegas de trabalho, da escola, com os vizinhos e amigos, evitando a poluição do ar com o uso de carros com apenas o motorista.
17. Adote uma dieta vegetariana. A agropecuária é uma das principais causas do aquecimento global pois é a maior responsável pelo desmatamento.
18. Ensine as crianças sobre a importância da preservação do meio ambiente e o respeito aos animais.
19. Plante ao menos uma árvore.
20. Economize energia elétrica. Utilize lâmpadas fluorecentes compactas e eletrodomésticos com o selo Procel que consomem menos energia.
TRANSMITA ESTA MENSAGEM PARA O MAIOR NÚMERO POSSÍVEL DE PESSOAS !
*texto adaptado original do Greenpeace

14 de mai de 2007

VÍTIMA DA AÇÃO DO HOMEM




It is estimated the wild population of Siberian tigers at around 450 tigers.
Estima-se a população selvagem dos tigres siberianos em torno de 450 tigres.

11 de mai de 2007

A VIDA IMITA A ARTE - O HOMEM CAMINHA AO ENCONTRO DO SEU DESTINO

VEREADOR AURÉLIO MIGUEL CONSEGUE APREENDER CAVALOS VÍTIMAS DE MAUS TRATOS EM FLAGRANTE DESCUMPRIMENTO À LEI MUNICIPAL 14.146

















O Gabinete do Vereador Aurélio Miguel recebeu denúncia com relação à utilização de cavalos por carroceiros na Avenida Dracena e imediações, bairro Jaguaré, em flagrante descumprimento diário à lei municipal 14.146, que proíbe a circulação de veículos de tração animal na cidade de São Paulo.
A lei? Ora, a lei. Para que servem as leis se não são cumpridas?
Acionamos o CCZ, e no último 08, por volta das 16 horas, comparecemos ao local, acompanhados por alguns funcionários do CCZ que trouxeram dois caminhões para apreensão dos animais. Apesar de presença de três ou quatro viaturas policiais, o policiamento não foi suficiente, pois houve reação por parte dos carroceiros. Encontramos aproximadamente 10 animais na região, mas depois de muito bate-boca e até agressões físicas, foram apreendidos apenas quatro cavalos, pois os outros carroceiros conseguiram fugir. Um dos cavalos estava com um dos olhos vazado e muito infeccionado.
Os animais apreendidos estão sob a guarda do CCZ e estão recebendo tratamento. Os proprietários podem retirá-los até a próxima Terça-feira, mediante o pagamento das multas (que são caras), e o atendimento de uma série de quesitos (comprovação de propriedade, transporte adequado, apresentação dos atestados de vacinação, garantia de que o animal será levado para fora do perímetro urbano de São Paulo, e outros).Findo o prazo, os animais serão colocados pelo CCZ para doação.
Estamos solicitando à assessoria de imprensa do CCZ autorização para gravarmos entrevista com a direção do órgão sobre a situação dos animais apreendidos e as providências futuras sobre o caso.
VEJA O VÍDEO:
VEJA MAIS FOTOS:
José Jantália
Chefe de gabinete do Vereador Aurélio Miguel

9 de mai de 2007

AMOR DE MÃE NÃO TEM IGUAL


Não importa onde: Brasil, Estados Unidos, França, Rússia, Índia ou Quênia, não interessa.
Mãe é mãe, e isso não se discute.
Sustentando esse dito popular, um tanto óbvio à primeira vista, está, talvez, o mais puro e inquestionável sentimento humano: o amor de uma mãe pelo seu filho.
Na verdade, esse sentimento tem um caráter tão universal, que se estende perfeitamente para todo o Reino Animal. Qualquer um que já tenha assistido a um desses programas de vida selvagem que passam na TV, sabe disso muito bem. Para a mãe, os filhotes serão sempre prioridade absoluta, sua razão de viver. Exatamente como acontece com a mãe humana e os seus filhotes.
Hoje, a Ciência atesta que são diversas as emoções que os bichos têm em comum conosco. Por exemplo, a felicidade e o medo. Mas o amor é um caso a parte. Por mais difícil que seja lhe dar uma definição precisa, não é preciso ser um grande acadêmico para conseguir identificá-lo com clareza numa relação mãe-e-filho, seja qual for a espécie considerada.
Infelizmente, algumas mães têm pouca sorte. Elas nada podem fazer quando seus bebês lhes são roubados. E, no fundo de seus corações, talvez até pressintam que nunca mais os verão. Não há dúvida de que isso provoca uma profunda angústia em ambos.
"Mas de que mães estamos falando, afinal?" - você deve estar se perguntando.
Mãe galinha: seus ovos lhe são roubados logo após a postura, para serem chocados em incubadoras artificiais. Com apenas um dia de idade, seus pintinhos são levados para as granjas. Menos os pintos machos das galinhas poedeiras, que não são rentáveis para a indústria. Assim, logo que nascem, são empilhados dentro de enormes sacos, aonde vão morrendo lentamente, por asfixia.
Mãe vaca: para produzir seu leite de forma continuada, é inseminada artificialmente, ano após ano (hoje em dia, há ainda o método de indução de uma falsa gravidez via injeção de hormônios). Como os bezerros machos das vacas leiteiras não renderiam carne de boa qualidade quando adultos, um fim diferente os espera. Eles são roubados da mãe logo após seu nascimento, e confinados em caixotes de madeira, sobrevivendo à base de leite desnatado. Aos 4 meses de "vida", anêmicos e com seus músculos atrofiados, são mortos. Sua carne, clara e macia, é conhecida pelo nome de vitela, ou baby beef.
Mãe porca: vive numa baia tão minúscula que a obriga a permanecer deitada, sem poder nem se virar. Fica prenhe pelo menos 2 vezes ao ano. Seus leitões são desmamados antes de completarem 1 mês de vida (menos que metade do tempo natural), e imediatamente encaminhados para a engorda inicial. Enquanto amarga a dor da ausência dos filhos, ela é novamente inseminada. Toda vez que compramos um pedaço de carne de algum animal, estamos financiando todas as barbáries dessa indústria sem coração, que parece não compreender nem este sentimento único, puro e universal, que é o amor de mãe.
Neste Dia das Mães, preste uma homenagem a todas as mães do mundo:
NÃO AS COMA! NEM A SEUS FILHOS!

3 de mai de 2007

SOS ANIMAIS DO EMBÚ-GUAÇU



Caros amigos militantes da Proteção Animal:
O vereador Aurélio Miguel, tendo tomado conhecimento dos maus tratos que ocorriam na ONG “Paraíso dos Animais de São Francisco de Assis”, cujo canil localiza-se em Embú Guaçu, ingressou com ação judicial, através de sua advogada e obteve liminar, no sentido de proibir a entrada dos membros daquela ONG no Canil, bem como, tirar a administração do mesmo das mãos de sua diretora : Cezira Rodrigues Vieira .

Nós estamos solicitando ajuda para o vereador, que tomou para si a responsabilidade de alimentá-los, curá-los e abrigá-los, estando inclusive construindo um novo abrigo para alojar todos os animais (cerca de 130 cães e 20 gatos), até que possam ser doados e encontrar um novo lar.

Vejam as fotos:

http://www.aureliomiguel.com.br/2007/diadia056-fotos01.htm

Vejam todos os fatos sobre o caso acessando o link



Necessitamos de ração para cães e gatos, produtos de limpeza e medicamentos.

Retiramos no local, inclusive em pet shops se for o caso.

Não aceitamos doações em dinheiro.

Para doar entre em contato com Marcel Jofre
Telefones do gabinete: 31152473/44584614
Celular: 8149-4263
e-mail: jofre@superig.com.br

ou José Jantália celular: 8320.0501



Conheçam todo o caso desde o início em: