24 de mar de 2007

PARA MIM OS ANIMAIS IMPORTAM - ASSINE JÁ



1. Cerca de 60 bilhões de porcos, vacas e galinhas são usados anualmente para produzir carne, leite e ovos. A maior parte são criados em sistemas de fazendas industriais onde as necessidades de bem-estar não são respeitadas.
2. Existem cerca de 600 milhões de cães em todo o mundo, e um número semelhante de gatos em que 80% são animais de rua ou que foram abandonados.
3. O comércio ilegal de animais é um mercado negro em expansão com lucros que rondam os $10 bilhões por ano, ultrapassado apenas pelo negócio de armas e drogas. Milhões de animais silvestres são mortos, capturados ou vendidos de forma cruel neste mercado ilegal.
4. Cerca de 80% da força utilizada em fazendas nos países em desenvolvimento provem dos animais de trabalho porém, pela falta de recursos e instalações adequadas, provocam graves problemas de bem-estar.
5. Os animais também são afetados em grande escala por desastres naturais, ainda que este fator não seja muito considerado.
O bem-estar animal não é apenas importante para os animais. Mais de um bilhão de pessoas em todo o mundo depende diretamente dos animais. Ao melhorar o bem-estar dos animais está também melhorando o bem-estar das pessoas que dependem destes animais. Os animais também podem ser uma companhia para as pessoas, e, em alguns casos, são considerados como parte da família.
Para um problema global, uma solução global! Chegar a um acordo quanto à importância de um problema que afeta o comportamento das pessoas que, por sua vez, se reflete nas suas ações. Uma Declaração Universal do Bem-estar dos Animais teria um impacto real e a longo prazo em relação ao bem-estar de animais, em todo o mundo.
ASSINE JÁ

3 comentários:

Koji disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Koji disse...

Se vocês acreditam em DIREITOS ANIMAIS não deveriam divulgar essa ação da WSPA que tem uma clara função de BEM-ESTAR ANIMAL.

Precisamos deixar claro essas diferenças. O bem-estarismo nunca levará a abolição.

FATOS:

- A WSPA é ligada a RSPCA, responsável pelo selo "Alimento da Liberdade" (Freedom Food). Que é dado à carne criada "livremente". O fato é isso não é abolição e sim uso mais "humanitário" dos animais. Animais não deveriam ser produtos, portanto qualquer adjetivo que coloquem para o uso é um eufemismo para exploração. O pior de tudo que nem menos "dor" esse selo é capaz de proporcionar.
Dêem uma olhada nesse link que mostra uma investigação sobre o selo
.

- A declaração no site da WSPA diz que é preciso "RECONHECER que o tratamento humano dos animais pode
trazer grandes benefícios para o Homem;". Ora, se queremos reconhecer direitos animais então devemos parar de tratá-los como propriedade. Não se concede direitos à propriedade, à objetos. A declaração da WSPA deixa claro que o tratamento (isto é como propriedade) dos animais traz benefícios ao homem. Ou seja, vamos tratar bem para explorar melhor!!!

- Ainda na mesma declaração eles falam dos “cinco combates", também conhecidos como "cinco liberdades" que foram elaboradas pela Farm Animal Welfare Council (FAWC). Vcs sabem onde podemos encontrar essas "cinco liberdades" estampadas? Sempre em abatedouros e locais de exploração animal. Como por exemplo no site da Sadia.

A WSPA e outros bem-estaristas não só não tem nenhum compromisso com direitos animais como lutam contra esses direitos concedendo crédito à exploradores.

Espero que reconsiderem esse post. Divulgar essa petição é assinar embaixo da comodificação animal.

Abraços
Koji
Gato Negro - Núcleo Libertação Animal
www.gato-negro.org

Tita disse...

Olá,

A petição para o fim do HOLOCAUSTO ANIMAL não está mais disponível ?

Tita