9 de mar de 2007

CHINA OUTRA VEZ


















A China prova mais uma vez que é impiedosa para com os animais:

O ESTADÃO
08 de março de 2007 - 17:45

Ativistas condenam plano chinês de extermínio de cães.
Meta é combater a raiva, dizem autoridades da cidade de Chongqing, que começarão o abate no dia 16. Grupo de defesa dos animais defende vacinação.

Associated Press

PEQUIM - Um grupo internacional de defesa dos direitos dos animais condenou o plano de extermínio de cães de estimação lançado em um distrito da cidade chinesa de Chongqing, a fim de combater a raiva.
"A raiva é uma questão grave, mas as autoridades locais, provinciais e governamentais da China devem reconhecer que campanhas de vacinação são o meio mais eficaz de garantir a segurança do público, agora e no futuro", disse o chefe executivo da Humane Society EUA/Humane Society International, Andrew Rowan.
"matar animais indiscriminadamente desse modo é desnecessário e imperdoável, especialmente se eles já foram vacinados", disse Rowan.
De acordo com anúncio feito no website oficial do distrito de Wanzhou, moradores têm até 15 de março para entregar os cães para o sacrifício.
"Todos os cães da área devem ser mortos. Uma fase de abate compulsório começará a partir de 16 de março. O abate forçado será levado a cabo pela polícia", diz a nota.
As autoridades chinesas já recolheram cães em outras cidades, como Pequim, numa repressão a animais abandonados e mascotes sem registro.

Um comentário:

Anti-China disse...

O governo chines é corrupto até o último fio de cabelo, portanto não merecem credibilidade. Os chineses falsificam tudo, até a historia!

Voces sabiam que o Massacre de Nanquim ("O Estupro de Nanquim: O Holocausto de Nanquim"), Mulheres de conforto, foi tudo inventado?

20 dias antes da queda de Nanquim, a população da cidade estava em 200.000, de acordo com europeus e americanos que estavam lá naquele tempo. Oito dias depois da queda ainda restavam 200.000. Ninguém indicou uma vasta diminuição da população devido a suposta matança ocorrido. Confrontado estes fatos, como pode qualquer um reivindicar que 300.000 chineses foram assassinados em Nanking?


Foram feitos os primeiros estudos detalhados das 143 fotografias oferecidas como evidência “do Massacre de Nanquim.” Após verificar aproximadamente 30.000 fotografias (antes e depois da captação japonesa de Nanquim), foi descoberto que cada uma das fotografias do massacre publicadas em 1937-8 são Falsificações. Todas as fotografias são montagens, encenados, ou substituídos por falsas. Nenhuma delas é prova de um massacre em Nanquim.

Agora os chineses querem fazer papel de coitadinhos diante do mundo.


Pra quem estiver interessado, visite o site: http://www.ne.jp/asahi/unko/tamezou/nankin/fiction/index.html, o site desmascara as mentiras do Massacre de Nanquim.