7 de fev de 2007

13 FEVEREIRO O MUNDO UNIDO NO PROTESTO ANTI-PELES
















http://www.antifurcoalition.org/
http://www.holocaustoanimal.org/
http://www.veddas.org.br/

No próximo dia 13 de fevereiro, ativistas de várias organizações de proteção e defesa animal, estarão concentrados em frente às embaixadas e consulados da China em 37 cidades de 27 países ao redor do mundo, protestando pelo segundo ano consecutivo contra a indústria de peles da China. Em São Paulo o protesto está sendo organizado pelo grupo “Pelo Fim do Holocausto Animal” membro da International Anti-Fur Coalition, em parceria com o Veddas (Vegetarianismo Ético, Defesa dos Direitos Animais e Sociedade).

Para elaborar um casaco são utilizados mais de 20 gatos domésticos. A importação e comércio de peles de cães e gatos foram proibidas na França por decreto, segundo informações da agencia AFP. Modifica-se assim a lei anterior de 2003 e se amplia a proibição ao comércio de todos os "produtos derivados" das peles de ambas espécies. Na Europa, ainda é possível vestir-se com as peles destes animais, apesar dos ecologistas lutarem para conseguir sua proibição total alegando que gatos e cãoes são despelados vivos na Asia para suprir o continente europeu.
Alguns países como Bélgica, Dinamarca, França, Itália e Grécia proibiram a importação de peles de gatos e cães, mas a falta de fiscalização nas alfângegas fazem com que as peles destes animais acabem chegando a todos os países membros da UE. E também há países que ainda não proibiram o comércio e um deles é a Espanha.

A China é o maior produtor e exportador de peles de animais que continuam vítimas das mais extremistas formas de crueldade. Recentes investigações comprovam os métodos chocantes de criação, transporte, confinamento e matança dos animais. Entre as espécies sendo utilizadas estão incluídas não somente as tradicionais fornecedoras de pele como a raposa, coelho, guaxinim mas também cães e gatos que tem suas peles arrancadas e comercializadas de maneira fraudulenta como sendo pele de outros animais.

Anualmente, mais de 2 milhões de cães e gatos são mortos na China para retirada de suas peles. Somando-se às outras espécies, mais de 40 milhões de animais são mortos todos os anos para o uso de suas peles. Neste dia de ação internacional, os ativistas pretendem chamar a atenção do mundo ao barbarismo da indústria de pele chinesa.

Até que a China tome sérias medidas para proteger o bem-estar dos animais , nós estaremos convocando pessoas de todas as nações, que se compadeçam, para boicotar o comércio chinês, turismo e as Olimpíadas de 2008.

JUNTE-SE A NÓS

São Paulo - Rua Estados Unidos, 1071 Jardim América 10h
Rio de Janeiro - Rua Muniz Barreto, 715 – Botafogo 10h

Nenhum comentário: