16 de fev de 2007

OPERAÇÃO LIBERDADE



http://www.aureliomiguel.com.br/2007/diadia032.htm


A Operação Liberdade para o Touro Chicão foi um sucesso. Peço a todos que visitem o link acima, por intermédio do qual a matéria completa poderá ser acessada.
Peço, principalmente, que todos assistam aos vídeos que gravamos no local.
A única notícia ruim é a de que o Pretinho (aquele cachorrinho magrinho que retiramos do “Paraíso” e que levamos à Dra. Solange, veterinária particular em Embu-Guaçu) faleceu hoje de manhã, apesar de todos os esforços para salvá-lo, inclusive transfusão de sangue.
O nosso consolo é o de que agora ele está no Céu (de verdade).

José Jantália

Chefe Gabinete do Vereador Aurélio Miguel

14 de fev de 2007

CHINA CONTINUA IRREDUTÍVEL























Pelo segundo ano consecutivo, o Consulado Geral da República Popular da China, em São Paulo, se recusou a receber a carta da International Anti-Fur Coalition endereçada ao presidente Hu Jintao, solicitando que o governo chinês providencie medidas urgentes para acabar com a barbárie da indústria de peles ou, pelo menos, decrete medidas que proíbam o esfolamento de animais ainda vivos.

Apesar de tudo, o protesto foi um sucesso. Transcorreu de forma pacífica e ordeira, com aproximadamente 150 manifestantes. Conseguimos despertar a atenção da mídia, que fez ampla cobertura da manifestação. Até que a China tome sérias medidas para proteger o bem-estar dos animais, convocaremos pessoas de todas as nações para que boicotem os produtos chineses, turismo e os Jogos Olímpicos de 2008 em Pequim.
VEJA MAIS FOTOS EM:

12 de fev de 2007

Animal lovers win extra life for 400 Chinese cats














China's nascent animal rights movement claimed a rare and bloody victory today after rescuing more than 400 cats that were about to be slaughtered for their fur and meat.
The felines were saved from a market in Tianjin after a standoff last week between 100 pet lovers and police that left one protester hospitalised.
Until recent years, respect for animal rights was almost non-existent in China, where dogs, cats, birds, lizards and turtles are often displayed in cramped market cages, before being slaughtered - sometimes by being beaten to death.
But the country's rising affluence has brought with it a pet-pampering middle class, many of whom think of dogs as man's best friend rather than a popular item on a restaurant menu.
Activists are becoming bolder, posting video footage of cruel treatment on Youtube and staging protests.
Last November, 500 pet lovers in Beijing staged a noisy demonstration against a police cull of dogs and new limits on pet ownership - both introduced to halt the spread of rabies.
In the latest confrontation, 100 supporters of the "Love Kitty" group in Tianjin surrounded a market, where cats and dogs were being slaughtered. Many of the protesters were local people who had lost their pets and suspected the animals had been abducted by furriers.
The police refused to support the animal protection group because there is no law in China against killing cats and dogs, and all the animal traders were licensed.
Lu Di, director of the Small Animal Protection Association, described the confrontation that followed: "The demonstrators were afraid that the killings were continuing behind the closed doors so they made their way inside. They found cats crammed inside tiny wire cages about 10 cm high. About 80 police officers arrived and there were scuffles. One man suffered a head injury and is still in hospital."
To avoid further clashes, the Hebei provincial government allowed the cats to be taken to Lu's shelter in Beijing. But it has been difficult for her small, non-profit organisation to cope with so many maltreated animals. Of the 444 cats that were initially saved, 19 have died.
"We don't have enough money, food or medical care so we are calling for help," said Lu.
Her fellow volunteers want the government to take steps to prevent a recurrence. "In China, there is no law to protect animals," said the association's vice-director Zhang Dan.
"This is unacceptable. Even poor countries in Africa have such laws. We are petitioning the National People's Congress to make new legislation."
Attitudes to other animals may also need to change. Less than a week before the start of the Chinese Year of the Pig, the local media reported the maltreatment of hundreds of swine that were not allowed to be tended because of a lease dispute.
"Most pigs were so hungry and thirsty that they were not even able to stand and only huddled together, with some piglets lying lifeless," the Yangcheng Evening News said.


Jonathan Watts in Beijing


Monday February 12, 2007


Guardian Unlimited

11 de fev de 2007

A INDÚSTRIA DA MORTE


Anualmente, mais de 2 milhões de cães e gatos são massacrados na China para retirada de suas peles. Entre as várias utilizações da pele retirada dos animais, os chineses transformam cães e gatos vivos em miniaturas macabras.
VEJA E OUÇA
13 de Fevereiro
PROTESTO INTERNACIONAL ANTI-PELES
junte-se aos ativistas dos 27 países participantes

http://www.antifurcoalition.org/

no Brasil:

S.Paulo - Rua Estados Unidos, 1071 Jardim América
início: 10h pontualmente

Rio de Janeiro - Rua Muniz Barreto, 715 Botafogo
início: 10h pontualmente

Porto Alegre - Esquina Democrática - Centro
em dois horários: das 12h às 13,30h
e a partir das 18h

BOICOTE A CHINA
BOICOTE OS PRODUTOS CHINESES
BOICOTE OS JOGOS OLÍMPICOS DE PEQUIM EM 2008



8 de fev de 2007

BRINQUEDO MACABRO




















Você tem um "brinquedinho" como este aí na sua casa?
Sabe como e onde ele é feito?
A verdade sobre este inocente brinquedinho é muito mais absurda do que você possa imaginar.
Trata-se de pele de cães e gatos. Isso mesmo que você acabou de ler.
Na China, centenas de milhares de cães e gatos são mortos brutalmente todos os anos e transformados nesta miniatura macabra.
Em Amsterdã na Holanda, foram realizados testes de DNA em várias miniaturas como esta para comprovar a autenticidade dos fatos.
Portanto, se você tem um brinquedinho como este, jogue-o no lixo e junte-se a nós na próxima terça feira dia 13 no Protesto Internacional Anti-Peles.
São Paulo - Rua Estados Unidos, 1071 - Jardim América
10h pontualmente
Rio de Janeiro - Rua Muniz Barreto, 715 - Botafogo
10h pontualmente
Porto Alegre - Esquina Democrática - Centro
das 12h às 13:30h e a partir das 18h
BOICOTE A CHINA
BOICOTE PRODUTOS CHINESES
BOICOITE OS JOGOS OLÍMPICOS DE 2008 EM PEQUIM
DIGA NÃO AO MAIOR PRODUTOR DE PELES DE ANIMAIS DO PLANETA
veja e ouça:

7 de fev de 2007

13 FEVEREIRO O MUNDO UNIDO NO PROTESTO ANTI-PELES
















http://www.antifurcoalition.org/
http://www.holocaustoanimal.org/
http://www.veddas.org.br/

No próximo dia 13 de fevereiro, ativistas de várias organizações de proteção e defesa animal, estarão concentrados em frente às embaixadas e consulados da China em 37 cidades de 27 países ao redor do mundo, protestando pelo segundo ano consecutivo contra a indústria de peles da China. Em São Paulo o protesto está sendo organizado pelo grupo “Pelo Fim do Holocausto Animal” membro da International Anti-Fur Coalition, em parceria com o Veddas (Vegetarianismo Ético, Defesa dos Direitos Animais e Sociedade).

Para elaborar um casaco são utilizados mais de 20 gatos domésticos. A importação e comércio de peles de cães e gatos foram proibidas na França por decreto, segundo informações da agencia AFP. Modifica-se assim a lei anterior de 2003 e se amplia a proibição ao comércio de todos os "produtos derivados" das peles de ambas espécies. Na Europa, ainda é possível vestir-se com as peles destes animais, apesar dos ecologistas lutarem para conseguir sua proibição total alegando que gatos e cãoes são despelados vivos na Asia para suprir o continente europeu.
Alguns países como Bélgica, Dinamarca, França, Itália e Grécia proibiram a importação de peles de gatos e cães, mas a falta de fiscalização nas alfângegas fazem com que as peles destes animais acabem chegando a todos os países membros da UE. E também há países que ainda não proibiram o comércio e um deles é a Espanha.

A China é o maior produtor e exportador de peles de animais que continuam vítimas das mais extremistas formas de crueldade. Recentes investigações comprovam os métodos chocantes de criação, transporte, confinamento e matança dos animais. Entre as espécies sendo utilizadas estão incluídas não somente as tradicionais fornecedoras de pele como a raposa, coelho, guaxinim mas também cães e gatos que tem suas peles arrancadas e comercializadas de maneira fraudulenta como sendo pele de outros animais.

Anualmente, mais de 2 milhões de cães e gatos são mortos na China para retirada de suas peles. Somando-se às outras espécies, mais de 40 milhões de animais são mortos todos os anos para o uso de suas peles. Neste dia de ação internacional, os ativistas pretendem chamar a atenção do mundo ao barbarismo da indústria de pele chinesa.

Até que a China tome sérias medidas para proteger o bem-estar dos animais , nós estaremos convocando pessoas de todas as nações, que se compadeçam, para boicotar o comércio chinês, turismo e as Olimpíadas de 2008.

JUNTE-SE A NÓS

São Paulo - Rua Estados Unidos, 1071 Jardim América 10h
Rio de Janeiro - Rua Muniz Barreto, 715 – Botafogo 10h

5 de fev de 2007

TRADIÇÃO OU ESTUPIDEZ ?





www.animallapelicula.com

para ver el trailer:
www.youtube.com/watch?v=LjLC-fqgmIU

para descargarle:
www.animallapelicula.com/animal.zip