3 de ago de 2006














MALDITOS DO INFERNO!!!
AP
11:13 02/08
Cerca de 50 mil cães foram massacrados nos últimos cinco dias em uma província chinesa por causa de um surto de raiva canina na cidade. A matança poupou apenas os cães das unidades militares e os cachorros treinados pela polícia.
Leia abaixo o texto
Os cachorros foram mortos a pauladas no meio da rua e os policiais encarregados da tarefa não faziam distinção entre cães saudáveis ou raivosos. Segundo o jornal Shangai Daily, os animais eram tirados das mãos do dono e espancados na rua.
Liderados pelo chefe da polícia local, outros "esquadrões da morte" entraram em vilas durante a noite fazendo barulho para que os cães latissem. Quando os animais eram identificados, os policiais pulavam os muros e matavam os cachorroso no quintal das casas.
O governo ofereceu 5 yuan (cerca de R$ 1,20) por animal para que o dono matasse o próprio cachorro, antes que o "esquadrão da morte" agisse. "Com o objetivo de deixar a raiva longe das pessoas, decidimos matar os cachorros", afirmou Li Haibo, porta-voz do governo da província.

2 comentários:

Anônimo disse...

muito malditos!

Justiça divina disse...

O governo chines é corrupto até o último fio de cabelo, portanto não merecem gradibilidade. Os chineses falsificam tudo, até a historia!

Voces sabiam que o Massacre de Nanquim ("O Estupro de Nanquim: O Holocausto de Nanquim"), Mulheres de conforto, foi tudo inventado?

20 dias antes da queda de Nanquim, a população da cidade estava em 200.000, de acordo com europeus e americanos que estavam lá naquele tempo. Oito dias depois da queda ainda restavam 200.000. Ninguém indicou uma vasta diminuição da população devido a suposta matança ocorrido. Confrontado estes fatos, como pode qualquer um reivindicar que 300.000 chineses foram assassinados em Nanking?


Foram feitos os primeiros estudos detalhados das 143 fotografias oferecidas como evidência “do Massacre de Nanquim.” Após verificar aproximadamente 30.000 fotografias (antes e depois da captação japonesa de Nanquim), foi descoberto que cada uma das fotografias do massacre publicadas em 1937-8 são Falsificações. Todas as fotografias são montagens, encenados, ou substituídos por falsas. Nenhuma delas é prova de um massacre em Nanquim.

Agora os chineses querem fazer papel de coitadinhos diante do mundo.


Pra quem estiver interessado, visite o site: http://www.ne.jp/asahi/unko/tamezou/nankin/fiction/index.html, o site desmascara as mentiras do Massacre de Nanquim.